Cinfotec

(+244) 226 422 606 / 7 / 16 info@cinfotec.gv.ao

Menu
Satélite angolano vai à órbita em Março

20-05-2016

Satélite angolano vai à órbita em Março

O ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação revelou, em Luanda, que se prevê efectuar o lançamento do satélite de comunicação geoestacionário angolano (Angosat) em órbita entre os meses de Dezembro de 2016 a Março de 2017.

O edifício do Centro de Controlo e Missão de Satélites está localizado na Funda, em Luanda. O ministro José Carvalho da Rocha disse que as obras e montagem dos equipamentos estão sem atrasos e a sua inauguração vai acontecer no período previsto.

O ministro manifestou a sua satisfação em termos de quadros, na sua maioria jovens engenheiros, que encontraram uma grande oportunidade para aplicar os seus conhecimentos e beneficiar de treinamento específico no país e no exterior.

“Estamos bem, porque além de transferir tecnologia e transmitir conhecimento, esta infra-estrutura vai complementar as outras para prestar serviços de qualidade”, garantiu, para referir que os jovens que estiverem inseridos no projecto têm de estar disponíveis para aprender permanentemente e ir à busca de conhecimentos académicos.

 

Importância do Satélite

O satélite é um objecto que anda em torno de um planeta em trajecto circular ou elíptico.

O engenheiro da área das TIC do CINFOTEC, Hernâni Camoxi Clemente, disse que o serviço de um satélite tem um conjunto de vários canais, que não vai ser apenas para sistemas televisivos, mas também para dados (internet).

Afirmou que o satélite será monitorizado e vai permitir o acesso às informações de todo planeta terra.

Uma das mais importantes finalidades dos satélites é a previsão meteorológica, referiu o formador Hernâni Clemente.

“Sem o satélite não seria possível termos acesso às tecnologias, tais como telemóveis, televisão, Internet, rádio, GPS, tráfego aéreo, entre outros serviços”.

O engenheiro acrescentou que o lançamento do Angosat será uma mais-valia para o nosso país, podendo ser também rentabilizado com a venda de alguns serviços. “Os países vizinhos podem aderir a alguns serviços dependentes do nosso satélite que do ponto de vista tecnológico e de rentabilidade seria uma mais-valia para o nosso país”.

O satélite vai garantir emprego da mão-de-obra nacional e jovem, transmissão da internet e do sistema televisivo para todo território nacional e acesso às novas tecnologias a um preço favorável.

 

Tudo sobre o Satélite

 

O Angosat 1 é um satélite de comunicação geoestacionário angolano que se encontra em construção pela empresa russa RKK Energia. Este será operado pela Angosat. O satélite será baseado na plataforma USP Bus e sua expectativa de vida útil será de 15 anos.

O Angosat 1 será o primeiro satélite de comunicações de Angola. O contrato foi assinado pelas partes russas e angolanas no ano 2009. Nos anos seguintes, ambas as partes realizaram um trabalho em conjunto para organizar o financiamento do projecto, que tornou possível proceder à sua aplicação prática. O trabalho sobre o satélite começou no final de 2012.

O satélite tem o lançamento previsto em 2017, por meio de um veículo Angara A5/Blok-DM-03, a partir do Cosmódromo de Plesetsk, na Rússia.

O Angosat 1 será equipado com 16 transponders em banda C e 6 em banda Ku para fornecer serviços de telecomunicações para Angola. A abrangência de cobertura do sinal de recepção na banda C deste, poderá afectar toda África e Europa.

Pre-made Skins

Here you can see the pre-made skins for Vertikal. Vertikal is a true high quality and clean multi-purpose theme which will fit for any business and websites.

Please take a look at these demos. We believe Vertikal will suit for you and you will love it as much as we do...